Seguidores

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Conheça as histórias de mulheres que teriam gerado o filho do Diabo

Conheça as histórias de mulheres que acreditam que engravidaram do diabo

Suzanne Connors

Recentemente, uma mulher de Utah, nos EUA, chamada Suzanne Connors, virou notícia após contar que ela havia dado à luz ao anticristo. Suzanne, de 28 anos, contou que percebeu que havia algo de errado com o bebê ainda na gestação, já que durante todo o processo ela tinha a sensação de estar sendo cortada por dentro com lâminas, segundo a mulher, a criança parecia com um demônio nas imagens de ultrassom.

Suzanne admitiu que considerou fazer um aborto, mas decidiu levar a gravidez até o final. Então, de acordo com a equipe médica que a atendeu no hospital, após 31 dolorosas horas de trabalho de parto, os obstetras decidiram submeter a mulher a uma cesárea de emergência. Dizem que durante a anestesia, Suzanne teria sentido como se a estivessem fatiando por dentro e, quando os médicos a abriram, eles encontraram seu útero e saco amniótico completamente destruídos.

Os médicos não souberam explicar o que aconteceu nem como o bebê conseguiu sobreviver tanto tempo sem o líquido amniótico e se disseram perplexos com a situação. Suzanne, por sua vez, preferiu não participar da criação do “anticristo” e optou por dar a criança para adoção.

Ana Feira Santos

Em 2012, circulou a notícia de que uma mulher chamada Ana Feira Santos,  da Colômbia, havia dado à luz ao filho do Diabo. Segundo informações da época, a mãe afirmava que, com apenas quatro semanas de vida, o pequeno demônio já conseguia caminhar sozinho. Ana dizia que a criança se escondia sozinha pela casa, produzia sons pra lá de sinistros e inclusive cuspia fogo.
Mas o suposto bebê satânico não intimidava apenas a mãe não. Os vizinhos de Ana também estavam morrendo de medo da criança e começaram a atirar pedras contra a residência da família.

No entanto, ao descobrir a situação, autoridades locais, juntamente com psicólogos, advogados e assistentes sociais começaram a acompanhar o caso de perto e a investigar a mãe da criança por suspeita de possíveis maus tratos contra o bebê.

Isabella Miroslav

Em 2015, Isabella Miroslav, uma devota satanista do Texas, nos EUA, disse ter engravidado de ninguém menos que o próprio Satã. Segundo Isabella, em uma bela noite, lá estava ela fazendo suas orações ao Príncipe da Escuridão antes de dormir, como de costume, quando o próprio apareceu e tomou seu corpo.

De acordo com Isabella, ela teria engravidado de uma relação com o Diabo, que teria dito a ela que o rebento se tornaria Presidente dos Estados Unidos e daria origem a um novo governo global quando completasse 12 anos de idade. A intenção do Diabo era ter o seu filho no comando da nação mais poderosa do mundo.

E isso não é tudo: Satã teria dito a Isabella que ele estaria se preparando para o retorno de Jesus e que queria garantir o domínio das almas de todos para enfraquecer o poder de Cristo e vencê-lo na batalha que será travada entre o bem e o mal. E, depois de vencer, o Maligno, seus ajudantes, seu filho e Isabella invadiria os céus e mandaria todos os demais para queimar no inferno. Apenas os animais e aqueles que aceitarem o Anjo das Trevas como seu rei permaneciam na Terra.

E tem mais: quando veio a público contar sobre sua gravidez, Isabella afirmou que não tinha medo de sofrer represálias de cristãos fanáticos, já que Satã tinha dado a ela superpoderes para que ela pudesse proteger a si mesma e o seu filho. Que tipos de superpoderes? A mãe do Anticristo dizia ser capaz de atirar bolas de fogo pelas mãos e de poder lutar karatê.

Deborah Leeds

De acordo com uma lenda famosa nos EUA, em meados do século 18, uma mulher chamada Deborah Leeds, de New Jersey, após ter 12 filhos, acabou engravidando novamente, segundo os relatos, ela começou a falar por aí que seu bebê seria um demônio, porque o número 13 seria amaldiçoado.

Existem várias versões sobre o que aconteceu na noite em que ela deu à luz, mas uma delas é a de que Leeds teria invocado o Diabo durante o parto. Também dizem que a criança nasceu toda deformada e com aparência monstruosa, algo que, na época, era associado com bruxaria, portanto, não demorou até começarem a circular rumores de que o menino seria filho do Maldito.

De qualquer maneira, parece que a mulher cuidou do filho, até o fim da sua vida. Após o falecimento de Leeds, o rapaz teria fugido e se escondido em uma região pantanosa nos arredores da cidade, dando origem à lenda do Demônio de Jersey. E, durante os dois séculos seguintes, diversas pessoas teriam relatado encontros aterrorizantes com a criatura, um ser com cabeça de cavalo, chifres, olhos vermelhos, asas de morcego e patas de canguru.

Marie Laveau


Se você é fã do seriado American Horror Story, deve se recordar da temporada “Coven” (que misturou elementos de ocultismo, sadismo e fatos históricos). Um dos personagens da trama foi inspirado em uma pessoa real, Marie Laveau, uma Rainha do Vodu que existiu em Nova Orleans.
Camille teria sido alvo dos feitiços de Laveau após ela abandonar seu noivo para ficar com outro homem. O ex, enfurecido, pediu à Rainha do Vodu para que ela amaldiçoasse a pobre moça e, quando a jovem engravidou, logo começaram os pesadelos de que a criança era filha do Diabo.

Camille morreu no parto e, segundo a lenda, o bebê era uma pequena abominação. De acordo com os relatos, em vez de mãozinhas, o menino tinha um par de garrinhas parecidas com as patas de um guaxinim, o corpo coberto de escamas e dois tufos de cabelos na testa, onde mais tarde nasceram chifres. Ninguém sabe o que aconteceu com o suposto filho do Diabo depois de seu nascimento, mas até hoje a história do Bebê Demônio é contada em Nova Orleans.

Posted by Matheus
Fonte
Curta Nossa Página no Facebook
Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO