Seguidores

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Padres pegam em armas para enfrentar Holandeses na Bahia


Os holandeses investiram força total naquele 09 de maio de 1624. Ao comando do temível Jacob Willekens, os navios entraram na Baía de Todos os Santos tacando fogo no que vissem pela frente.
Assustados com o poderio inimigo, diversos militares portugueses meteram o pé. A defesa na cidade era incapaz de frear a tropa rival. O governador Diogo de Mendonça até tentou uma negociação com os holandeses, mas foi logo rendido e enviado para Amsterdam.
Tudo parecia perdido. Foi então que entraram em jogo os católicos, preocupados com o interesse holandês de trazer o protestantismo pro Brasil – além de quererem tomar a produção de cana de açúcar. 
Os padres tiveram que trocar as batinas por armas. Os padres tiveram que se organizar para frear o avanço dos oponentes – enquanto clamavam por socorro ao Vaticano, a Portugal e a Espanha, que controlou a então capital brasileira na União Ibérica.  

Aperte o play pra entender como os padres se seguraram e o que aconteceu com o Bispo Marcos de Mendonça por tomar essa corajosa atitude:

A defesa da turma foi na base das emboscadas. Foi assim que foram levando até a chegada da ajuda santa.
Essa conquista ( e a posterior expulsão) de Salvador não pararia a sede da produção de cana de açúcar da Companhia das Índias Ocidentais.    
Pouco tempo depois eles caminhariam para um lugar bem perto. Pernambuco. Mas aí a história seria diferente.



Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO