Seguidores

segunda-feira, 19 de junho de 2017

A última igreja de ossos humanos



Local chegou a ser destruído, mas logo foi reerguido - e de forma ainda mais macabra

Por quase cem anos, uma pequena igreja em Valletta, capital de Malta, foi tanto um lugar de devoção religiosa quanto um destino turístico macabro. Conhecida como Capela dos Ossos, a cripta abobadada debaixo da igreja foi decorada com crânios humanos e ossos exumados de um cemitério próximo. 


A capela foi construída em 1619 por Fra Giorgio Nibbia, membro da Ordem Soberana e Militar de Malta, que controlava a ilha nessa época. O local foi dedicado à Virgem da Misericórdia, e, em seu altar, era possível ler a inscrição em latim: “Lamento o efêmero da vida e peço orações pelos mortos”. 

A igreja foi demolida em 1730 para acomodar a expansão de um hospital vizinho e reconstruída no ano seguinte em estilo barroco. Em 1776, o capelão do local decidiu utilizar os ossos pertencentes ao edifício original como decoração, adornando as paredes e o teto da cripta com formas complexas e padrões feitos inteiramente de restos humanos.




Na Segunda Guerra Mundial, o local foi danificado por bombas e, depois, demolido. Muitos acreditam que a fantasmagórica cripta subterrânea continua existindo oculta por debaixo da terra. 

Fonte

Sua partilha é muito importante e nos ajuda a continuar criando conteúdo. COMPARTILHE! Clica logo ali mais abaixo. Obrigado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa Página...
Visite nosso parceiro:
Conheça nosso Parceiro: UNIVERSO CÉTICO