Seguidores

Visitas

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Isso é o que a radiação pode fazer com o corpo humano

tenção: a imagem abaixo é suficiente para fazer o mais resistente estômago se revirar – especialmente porque esse cara ficou três meses neste estado.


O que você está vendo é o corpo de Hiroshi Ouchi, de 35 anos, que sofreu um terrível acidente ocorrido na instalação de reprocessamento de urânio em Tokaimura, a nordeste de Tóquio, onde ele havia trabalhado em 30 de setembro de 1999. A causa do acidente foi o depósito de uma solução de nitrato de uranilo, que continha cerca de 16,6 kg de urânio, em um tanque de precipitação, excedendo a sua massa crítica. Três trabalhadores foram expostos a quantidades incríveis do tipo mais poderoso de radiação na forma de feixes de nêutrons.

A radiação destruiu completamente os cromossomos em seu corpo.
De acordo com um livro escrito por NHK-TV chamado Slow Death: 83 Days of Radiation Sickness, ao chegar ao Pronto Socorro do Hospital da Universidade de Tóquio, Ouchi parecia relativamente bem para alguém que tinha acabado de ser submetido a níveis de radiação colossais, e foi até mesmo capaz de conversar com os médicos.
Isto é, até que sua pele começou a cair.
Conforme a radiação em seu corpo começou a quebrar os cromossomos dentro de suas células, a condição de Ouchi piorou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário